Como o autocontrole pode preservar sua integridade

 em Krav Maga

Na luta pela sobrevivência na natureza, o cérebro humano desenvolveu uma resposta impulsiva ao se deparar com uma situação de risco ou estresse excessivo. A descarga de adrenalina que sentimos diante de um susto é uma estratégia evolutiva que nos dá uma energia extra para reagir, mas não significa que ela sempre é a melhor saída. Em situações de tensão que envolvem risco a vida, qualquer erro pode ser fatal e nosso cérebro também desenvolveu outros recursos. Manter a calma, ter autocontrole dos seus instintos e buscar alternativas sensatas é sempre mais seguro.

Mas para ter essa autoconfiança e autodomínio é um caminho longo, que demanda disciplina, dedicação e orientação de quem é capacitado para lidar com e tais circunstâncias. Buscando o equilíbrio entre mente e corpo, saiba como o Krav Maga pode ser um grande aliado nessa jornada.

O que é o autocontrole?

O autocontrole passa por 4 aspectos diferentes: o controle emocional, o controle racional, o controle motor e o controle reacional. É o domínio e o equilíbrio de todos que fará de você uma pessoa autoconfiante e capaz de responder a situações adversas.

Vamos entrar mais a fundo em cada um desses aspectos e ver como todos trabalham conjuntamente.

Consciência corporal e boa forma

Ao simular situações de perigo e vulnerabilidade, o Krav Maga trabalha com todos esses tipos de controles e a forma correta de empregá-los para se proteger. A parte física, ou o controle motor, é trabalhada com o treino de golpes, contragolpes e exercícios para a aplicação correta da força.

As aulas práticas sempre dedicam uma parte do tempo para a realização de exercícios de aquecimento e alongamento, para deixar o corpo preparado para os exercícios técnicos além de desenvolver resistência, força e agilidade.

Conhecer para prevenir

Já o controle emocional e racional são resultados da autoconfiança na sua capacidade de lidar com o momento de estresse a que está submetido. Perigos existem, mas quem os conhece de antemão e está preparado para enfrentá-los não deixa que a reação instintiva e mais arriscada tome a frente.

Por trabalhar com situações reais do dia a dia que podem ocorrer com qualquer um, como ameaças com armas brancas, assédio físico ou tumultos generalizados, por exemplo, o praticante de Krav Maga está preparado para não se entregar ao pânico ou qualquer emoção que possa prejudicá-lo, e agir da forma mais calma e racional.

Dosando a reação

O controle reacional é o produto dos três outros aspectos. Possuir a força física superior mas não saber aplicá-la terá pouco resultado. Da mesma forma, estar psicologicamente preparado mas sem conhecimento da técnica e domínio do seu próprio corpo também não tem efetividade.

Como o cálculo de uma equação, o praticamente de Krav Maga sabe medir toda a situação, identificar o momento correto para executar a ação e, por fim, como ela deverá ser conduzida, sempre focada em uma resposta rápida e precisa para eliminar os riscos e colocá-lo em segurança.

Viu como o autocontrole não é uma habilidade especial, mas um técnica que precisa ser estimulada e aprendida? Se você se interessou pelo assunto e quer aprender ainda mais sobre as técnicas do Krav Maga, fique ligado no nosso blog para conferir mais conteúdos como este.

Posts recentes

Leave a Comment